PMI da indústria da zona do euro tem máxima em 2 anos e meio

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013 07:53 BRST
 

Por Jonathan Cable

LONDRES, 2 Dez (Reuters) - A demanda por bens industriais conduziu a aceleração da atividade industrial da zona do euro para o ritmo mais rápido em mais de dois anos no mês passado, mostrou a pesquisa Índice dos Gerentes de Compras (PMI) nesta segunda-feira.

Mas esse crescimento ainda foi fraco e o instituto Markit, responsável pela pesquisa, informou que evidências de contração renovada na França e na Espanha --assim como empresas cortando funcionários-- são desanimadoras.

"As pesquisas PMI da indústria de novembro trazem boas notícias de forma geral, mas sugerem que ainda há muito para se preocupar em termos da condição da economia da zona do euro. A grande preocupação é a França", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

O PMI da indústria da zona do euro subiu para 51,6 no mês passado, ante 51,3 em outubro, ficando pouco acima de leitura preliminar de 51,5. O índice que mede a produção avançou para 53,1, ante 52,9.

Novembro foi o quinto mês em que o índice ficou acima do nível de 50 que indica crescimento, e a leitura foi a mais alta desde junho de 2011.

O PMI da França, entretanto, despencou para mínima em cinco meses de 48,4 ante 49,1, registrando o 21º mês abaixo de 50, enquanto a Espanha retornou para a contração após ter ficado os últimos três meses em território de crescimento.