Crescimento da indústria dos EUA atinge máxima de 10 meses em novembro--PMI

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013 12:26 BRST
 

NOVA YORK, 2 Dez (Reuters) - O crescimento da indústria manufatureira dos Estados Unidos se recuperou em novembro da mínima em um ano, enquanto a produção da fabril expandiu no ritmo mais rápido em 20 meses, mostrou nesta segunda-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O Markit informou que o seu PMI final para a indústria dos EUA subiu para 54,7 ante 51,8 em outubro, que havia sido a mínima de um ano. A leitura de novembro foi a mais alta para o índice desde janeiro e acima da preliminar de 54,3.

Leitura acima de 50 indica expansão.

A recuperação do índice principal em relação ao nível de outubro, que foi impactado negativamente pela paralisação parcial de 16 dias do governo, aconteceu em meio a um crescimento mais rápido na produção e a entrada de novos trabalhos.

A produção cresceu no ritmo mais rápido desde março de 2012, depois de ter ficado praticamente estável em outubro. O subíndice saltou para 57,4 ante 50,6 e acima da preliminar de 57,1.

As novas encomendas avançaram no ritmo mais rápido desde janeiro, com a leitura final de 56,2, superando tanto a preliminar de 54,9 quanto a leitura final para 52,7 de outubro.

"Grandes empresas estão liderando a retomada, tendo escapado do impacto da paralisação, com o crescimento da produção e de novas encomendas avançando nos últimos meses", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

(Reportagem de Ryan Vlastelica)