EADS diz apoiar executivos em caso de insider trading

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013 14:25 BRST
 

PARIS, 2 Dez (Reuters) - A EADS, controladora da Airbus, disse que apoia completamente os executivos envolvidos num caso de insider trading em 2006 e acreditar que as acusações deveriam ser indeferidas.

"A EADS reitera seu apoio total e confiança em seus gerentes e permanece confiante de que eles irão novamente mostrar que essas acusações não têm fundamento e deveriam ser totalmente indeferidas", disse um porta-voz da EADS em um comunicado via e-mail nesta segunda-feira.

A resposta veio após um representante da promotoria pública francesa dizer que o grupo francês de mídia Lagardere e montadora alemã Daimler seriam julgados na França sobre suspeita de insider trading com ações da EADS.

Advogados envolvidos no caso disseram que sete gerentes atuais e que já sairam da EADS e o vice-presidente de vendas da Airbus, John Leahy, também enfrentam julgamento. Leahy, que como os outros dirigentes negou qualquer irregularidade, não pôde ser contatado imediatamente para comentar o assunto.

(Por Tim Hepher e Gerard Bon)