CVM impõe multa de R$200 mil a ex-diretor de RI do Banco Pan

terça-feira, 3 de dezembro de 2013 20:16 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 3 Dez (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aplicou nesta terça-feira multa de 200 mil reais ao ex-diretor de Relações com Investidores do então Banco Panamericano, atual Banco Pan, pela não divulgação de fato relevante em 2009.

Wilson Roberto de Aro foi acusado de não divulgar fato relevante em 25 de novembro de 2009, mesmo após a constatação de oscilação atípica das ações do banco e indícios de vazamento da informação de que a Caixa iria adquirir 49 por cento do capital da instituição.

A notícia vazou para a imprensa antes de ser comunicada ao mercado pela instituição financeira.

Em sua defesa, o banco afirmou que as negociações com a Caixa vinham sendo mantidas em sigilo por decisão do acionista controlador, e que estas até então não tinham sido concluídas.

A procuradoria da autarquia, por outro lado, alegou que as oscilações atípicas das ações da instituição exigiam que o diretor de RI "diligenciasse sobre a existência de fatos relevantes" e que o argumento de que a operação ainda era incerta não poderia ser acolhido, já que a "indefinição quanto ao desfecho do evento, ainda que incerto, não afastaria o dever de informar".

O acusado poderá ainda entrar com recurso no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional.

(Por Luciana Bruno; edição Juliana Schincariol)