Irã aponta petroleiras ocidentais que deseja atrair para o país

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 09:52 BRST
 

VIENA, 4 Dez (Reuters) - O Irã apontou nesta quarta-feira o nome de sete petroleiras ocidentais que gostaria de ver investir no vasto setor de petróleo e gás do país, assim que as sanções internacionais contra a República Islâmica forem suspensas.

O ministro iraniano de Petróleo, Bijan Zanganeh, indicou na seguinte ordem: a francesa Total, a anglo-holandesa Shell, a italiana ENI, a norueguesa Statoil, a britânica BP e as norte-americanas Exxon e Conoco.

Falando a repórteres durante uma reunião da Opep, Zanganeh disse que já está falando com algumas empresas, mas que as conversas no momento não incluem companhias dos Estados Unidos.

"Nós não temos limitações em relação a empresas norte-americanas. Há 20 anos, havia limitações contra elas de suas próprias administrações. Para fazer projetos no Irã, nós não temos limitações", disse Zanganeh.

O ministro não fez qualquer menção a empresas russas, chinesas, japonesas ou de outras nacionalidades.

No mês passado, o Irã chegou a um acordo provisório com seis potências ocidentais para limitar seu programa nuclear, que pode aliviar as sanções impostas sobre o investimento e o comércio do petróleo do Irã no próximo ano.

(Reportagem de Alex Lawler)