Déficit comercial dos EUA diminui com exportações em máxima recorde

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 12:16 BRST
 

WASHINGTON, 4 Dez (Reuters) - O déficit comercial dos Estados Unidos diminuiu em outubro com as exportações em máxima recorde, apontando para uma aceleração na demanda global que deve ajudar a sustentar o crescimento doméstico no quarto trimestre.

O Departamento do Comércio informou nesta quarta-feira que o déficit comercial recuou 5,4 por cento, para 40,6 bilhões de dólares. O déficit de setembro na balança comercial foi revisado para 43,0 bilhões de dólares ante leitura divulgada anteriormente de 41,8 bilhões de dólares.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o déficit comercial iria diminuir para 40,0 bilhões de dólares em outubro.

Quando ajustado à inflação, o déficit comercial caiu para 48,3 bilhões de dólares ante 51,4 bilhões no mês anterior. Essa medida entra no cálculo do Produto Interno Bruto e sugere que o comércio irá de novo contribuir para o crescimento neste trimestre.

Em outubro, as exportações aumentaram 1,8 por cento, para 192,7 bilhões de dólares, nível mais lato na história que interrompeu série de três meses seguidos de declínio nas exportações.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

 
Escadaria usada pelos membros do Congresso para entrar na Câmara de Deputados dos Estados Unidos vazia no Capitólio, em Washington. O déficit comercial dos Estados Unidos diminuiu em outubro com as exportações em máxima recorde, apontando para uma aceleração na demanda global que deve ajudar a sustentar o crescimento doméstico no quarto trimestre. 07/10/2013 REUTERS/Jason Reed