Comissão da UE multará bancos em 1,7 bi de euros por manipulação

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 12:53 BRST
 

BRUXELAS, 4 Dez (Reuters) - Um grupo de grandes bancos europeus e norte-americanos será multado num valor recorde de 1,7 bilhão de euros (2,3 bilhões de dólares) pela Comissão Europeia por manipulação de índices referenciais de taxas de juros, disse nesta quarta-feira o comissário de Competição da União Europeia, Joaquin Almunia.

A penalidade é a maior até hoje a ser aplicada a bancos por manipulação de índices referenciais usados para determinar o custo de empréstimos, uma das mais ousadas violações de conduta vistas durante a crise financeira.

Os bancos envolvidos no processo são Citigroup, Deutsche Bank, Royal Bank of Scotland, JPMorgan, Barclays e Société Générale.

Caso o valor seja mantido, será a maior penalidade antitruste já imposta pela Comissão, a reguladora de competição da União Europeia.

Os índices referenciais envolvidos são a taxa interbancária de Londres, a Libor, a taxa interbancária de Tóquio e equivalentes na zona do euro. Os índices são usados para determinar o preço de centenas de trilhões de dólares de ativos que vão de hipotecas a derivativos.

Autoridades no mundo todo até agora aplicaram um total de 3,7 bilhões de dólares em multas ao UBS, RBS, Barclays, Rabobank e à corretora ICAP por manipular taxas, e sete pessoas foram acusadas criminalmente.

(Por Foo Yun Chee)