Ações europeias recuam pelo 3º dia após dados dos EUA

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 16:00 BRST
 

Por David Brett

LONDRES, 4 Dez (Reuters) - As ações europeias recuaram pela terceira sessão consecutiva nesta quarta-feira, em resposta às evidências de crescente ímpeto na recuperação econômica dos Estados Unidos, o que pode significar redução do estímulo do banco central do país.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em queda de 0,57 por cento, a 1.273 pontos.

O papel do Standard Chartered figurou entre as quedas mais relevantes do dia, perdendo 6,5 por cento, com alto volume de negociações após o banco alertar que o lucro provavelmente recuará neste ano, após o crescimento na unidade asiática desacelerar ao longo dos últimos cinco meses.

"Os resultados abaixo das expectativas de hoje provavelmente levarão a rebaixamentos de mais de 5 por cento nas projeções de lucro para 2013 e possivelmente 2014", afirmou o chefe de ações do Killik & Co, Jonathan Jackson. "Preferimos o HSBC devido ao fluxo mais diversificado de lucros e maior rendimento de dividendos".

No entanto, os resultados contribuíram para a perda de 1,3 por cento para o HSBC, maior rival do Standard Chartered.

As vendas generalizadas vieram após dados mais fortes do que o esperado sobre o mercado de trabalho norte-americano --que antecipam os resultados do relatório de emprego de sexta-feira-- sugerindo que está robusto o suficiente para que o Federal Reserve, banco central dos EUA, comece a reduzir em breve as compras de títulos.

"Todo mundo estava comprado no início de dezembro, que é geralmente um mês forte, então havia certa reticência em embolsar lucros", afirmou o chefe de estratégia em ações do Christopher Street Capital, Chris Parkinson.

"Apesar de alguns membros do Fed sinalizarem que pode haver corte no estímulo, não acho que alguém levava essa possibilidade a sério. Talvez os dados de hoje tenham mudado isso", emendou.   Continuação...