CVM dá prazo até 26/12 para defesa em caso de negócios com ações da Vanguarda

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 08:11 BRST
 

SÃO PAULO, 5 Dez (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deu prazo até 26 de dezembro para a defesa de acusados de uso de informações privilegiadas em negócios com ações da Vanguarda Agro.

Em despacho publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira, a CVM atendeu pedido para unificação de prazo para apresentação de defesa de sete acusados no processo, incluindo as pessoas físicas Marcelo Passaglia Paracchini, Juliano Leite Malara e Omar Lopes Fernandes.

O caso envolve possível manipulação de mercado entre outubro de 2011 a janeiro de 2012.

(Por Alberto Alerigi Jr.)