Airbus é impulsionada em Dubai, mas perde oito pedidos de cargueiros

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 12:35 BRST
 

PARIS, 5 Dez (Reuters) - A Airbus registrou mais de 100 pedidos em novembro e pode ter ampliado sua liderança sobre a rival norte-americana Boeing, mas as fabricantes de aeronaves estão quase empatadas na corrida por pedidos este ano com base em negócios recordes sendo finalizados na esteira do Dubai Airshow.

A fabricante de aviões europeia Airbus aumentou o número de pedidos recebidos desde o começo de janeiro para 1.373, em comparação a 1.212 pedidos da mais recente e ainda incompleta contabilização da Boeing, que vai até 26 de novembro.

Após cancelamentos, a Airbus registrou 1.314 pedidos líquidos nos primeiros 11 meses do ano. A empresa, subsidiária da EADS, disse que entregou 562 pedidos.

A Boeing somou 259 pedidos e encomendas firmes para uma versão reformulada de sua aeronave de longo alcance 777 no Dubai Airshow no mês passado, porém mais de 200 ainda precisam ser publicados no registro de pedidos confirmados da companhia.

A Airbus ganhou um pedido por 50 aeronaves superjumbo A380 da Emirates, de Dubai, mas este acordo também está aguardando para ser finalizado.

O pedido da Emirates marcou uma reviravolta após um período de fracas vendas do A380, maior avião do mundo.

A Airbus, porém, sofreu um novo revés para o cargueiro A330, cuja carteira de pedidos tem diminuído em um cenário de enfraquecidos mercados de carga.

Enquanto celebrava os pedidos de cinco cargueiros A330 pela Qatar Airways e um pela Etihad no Dubai Airshow, a Airbus também registrou o cancelamento de oito aeronaves do mesmo tipo pela OH-Avion, resultando em queda líquida nos pedidos pendentes.

(Por Dominique Vidalon e Tim Hepher)