Fábrica da Land Rover no RJ poderá ser base para exportações

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 14:50 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 5 Dez (Reuters) - A fábrica da Jaguar Land Rover que será construída no Estado do Rio de Janeiro a partir do próximo ano irá atender inicialmente o mercado brasileiro, mas com possibilidade de expansão para abastecer o mercado externo, disse o presidente da empresa para a América Latina, Flávio Padovan.

"Num primeiro momento, nós vamos focar no mercado brasileiro que é o maior da América Latina. Numa segunda fase, nós poderemos eventualmente avaliar a exportação do Brasil para outros países da América Latina. Nós vamos deixar a planta preparada para expandir", disse ele a jornalistas, após cerimônia de assinatura para a construção da unidade com o governo do Rio de Janeiro.

Os investimentos de 750 milhões de reais na unidade em Itatiaia foi oficializado nesta quinta-feira e a capacidade da fábrica será de 24 mil unidades por ano da Land Rover.

Essa será a primeira fábrica da Land Rover nas Américas. O grupo tem ainda uma unidade na Índia e outra sendo construída em parceria com Chery na China.

A Jaguar Land Rover tem 53 por cento de participação no mercado brasileiro de utilitários esportivos (SUVs) premium. O grupo pretende encerrar o ano, com aproximadamente 10 mil unidades vendidas no Brasil, contra cerca de 8 mil no ano passado.

"O Brasil é um país que ainda tem um potencial enorme de crescer no mercado de luxo", disse Padovan a jornalistas.

(Por Rodrigo Viga Gaier)