EDP vende 50% de duas hidrelétricas no Brasil à parceira chinesa CTG

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 07:30 BRST
 

LISBOA, 6 Dez (Reuters) - A Energias de Portugal, maior grupo industrial português, fechou acordos para vender 50 por cento de dois projetos hidrelétricos no Brasil à parceira chinesa Três Gargantas (CTG), estimando ter um ganho de capital de 27 milhões de euros em 2014.

A CTG vai comprar uma participação de 50 por cento no projeto da central hidrelétrica Cahoeira Caldeirão (219 MW), por um "preço equivalente aos custos incorridos pela EDP Brasil até o momento e assumindo compromisso de co-investimento futuro, no valor estimado de 294 milhões de reais, ao longo do período de construção".

A chinesa também comprará 50 por cento do projeto da hidrelétrica de Jari (373 MW), por 490 milhões de reais, e assumir co-investimento futuro estimado em 81 milhões de reais na construção.

A expectativa das empresas é que as transações sejam concluídas no primeiro semestre de 2014.

A EDP afirmou que os investimentos da CTG no Brasil vão ser considerados para o cumprimento do acordo de parceria estratégica que envolve o investimento total de 2 bilhões de euros pela chinesa até 2015.

Também nesta sexta-feira, a EDP Renováveis, quarta maior companhia de energia eólica do mundo em capacidade, assinou acordo com a CTG para vender 49 por cento de sua participação no consórcio ENEOP-Eólicas de Portugal.

A ENEOP foi o consórcio vencedor de licenças para desenvolver, construir e operar 1.200 megawatts (MW) em Portugal.

(Por Sérgio Gonçalves)