GM avalia exportar da Coreia do Sul para Austrália após mudanças na Chevrolet

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 12:02 BRST
 

SEUL/SIDNEY, 6 Dez (Reuters) - A General Motors pode considerar o envio de mais carros fabricados na Coreia do Sul para a Austrália, disse uma fonte nesta sexta-feira, como parte de uma reestruturação global que resultará no fim da marca Chevrolet na Europa e potencial desmantelamento da produção na Austrália.

A GM, que vem ponderando seu futuro na Austrália há meses, decidiu se retirar do mercado até 2016, noticiou a imprensa australiana nesta sexta-feira.

Uma opção analisada pela montadora é o suprimento do mercado australiano usando fábricas na Coreia do Sul, afetadas pelo anúncio da GM na quinta-feira a respeito do fim da marca Chevrolet na Europa até o final de 2015.

A GM Coreia exportou 187 mil carros Chevrolet para a Europa no ano passado, mas a marca não foi capaz de ganhar participação significativa de mercado.

"A GM Coreia poderia considerar exportar carros fabricados no país, como o compacto Cruze, para a Austrália caso esteja para fechar uma fábrica no país", disse a fonte à Reuters, que pediu para não ser identificada porque o assunto é sensível.

A GM Coreia ainda não iniciou as discussões sobre a fábrica, acrescentou a fonte.

Citando fontes do governo não identificadas, a Australian Broadcasting afirmou que a expectativa era de que a GM revelasse planos de sair da Austrália nesta semana, mas que o anúncio teria sido suspenso até o começo do ano que vem.

Um porta-voz da GM em Detroit se recusou a comentar o assunto, enquanto a GM Holden, da Austrália, afirmou que as discussões com o governo estavam em andamento. O ministro da Indústria australiano, Ian Macfarlane, disse que nenhuma decisão havia sido tomada.

(Por Hyunjoo Jin e Lincoln Feast)

 
O logo da Chevrolet e a bandeira dos EUA em Gaithersburg, Maryland. A General Motors pode considerar o envio de mais carros fabricados na Coreia do Sul para a Austrália, disse uma fonte nesta sexta-feira, como parte de uma reestruturação global que resultará no fim da marca Chevrolet na Europa e potencial desmantelamento da produção na Austrália. 01/05/2013 REUTERS/Gary Cameron