Los Angeles processa Citi e Wells Fargo por empréstimos discriminatórios

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 11:47 BRST
 

6 Dez (Reuters) - A cidade de Los Angeles entrou com uma ação contra o Citigroup e o Wells Fargo, buscando indenizações por perdas em receitas tributárias devido a empréstimos hipotecários discriminatórios para minorias, segundo documentos enviados à corte.

Nas queixas apresentadas na Tribunal Federal dos Estados Unidos, Mike Feuer, procurador da cidade de Los Angeles, disse que o Citigroup e o Wells Fargo "se engajaram em práticas e padrões contínuos de discriminação em hipotecas em Los Angeles desde pelo menos 2004, impondo termos ou condições diferentes em uma base discriminatória e legalmente proibida".

A ação também diz que, no geral, negros com baixa e média renda e latinos com renda média a alta têm arcado com as taxas mais altas de execuções hipotecárias.

Porta-vozes do Citigroup e do Wells Fargo disseram à Reuters que a ação não tem fundamento jurídico.

De acordo com um relatório, de 2008 a 2012, a crise hipotecária em Los Angeles resultou em mais de 200 mil execuções e uma redução no valor dos imóveis calculada em 78 bilhões de dólares.

As perdas de impostos imobiliários durante o período foram estimadas em 481 milhões de dólares, segundo os documentos submetidos à corte.

(Por Sakthi Prasad)

 
Um sofá e uma pilha de roupas do lado de fora de uma casa que sofreu execução hipotecária, em Los Angeles. A cidade de Los Angeles entrou com uma ação contra o Citigroup e o Wells Fargo, buscando indenizações por perdas em receitas tributárias devido a empréstimos hipotecários discriminatórios para minorias, segundo documentos enviados à corte. 25/10/2010 REUTERS/Lucy Nicholson