Petrobras pode gastar até R$1,3 bi a mais com importação por parada na Repar--CBIE

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013 19:56 BRST
 

Por Sabrina Lorenzi e Jeb Blount

RIO DE JANEIRO, 9 Dez (Reuters) - A Petrobras poderá ter um gasto adicional de até 1,3 bilhão de reais com importações de diesel e gasolina por causa da paralisação da Repar, refinaria da estatal no Paraná que está parada devido a um incêndio na unidade de destilação.

O valor, calculado pelo Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) a pedido da Reuters, representa cerca de 70 por cento do total que a Petrobras gastou mensalmente com importações de diesel e gasolina, em média, de janeiro a outubro, para dar conta do abastecimento dos dois produtos no país.

A conta considera que a produção da Repar continuará interrompida até o final de dezembro, previsão do sindicato que representa os trabalhadores na região, após o incêndio ocorrido no dia 28 de novembro.

A estrutura da unidade de destilação da Repar foi parcialmente danificada pelo incêndio e terá de ser reparada. A destilação é uma das primeiras etapas do processo de refino, fundamental para a produção de derivados.

Se a refinaria retomar a produção a partir de 14 de dezembro, conforme o previsto pela Petrobras, o dispêndio extra com a importação de gasolina e diesel será de 695 milhões de reais, de acordo com os cálculos o CBIE.

A Repar processa em torno de 200 mil barris de petróleo por dia. Uma fonte da estatal disse à Reuters que o abastecimento será compensado com importações na mesma proporção da produção de derivados.

Em nota na semana passada, a Petrobras confirmou que a refinaria "encontra-se parada, e os reparos à Unidade de Destilação estão em andamento".

Procurada nesta segunda-feira, a Petrobras não se manifestou sobre a estimativa do CBIE.   Continuação...