Tribunal indiano avalia fábrica da Nokia confiscada em disputa tributária

terça-feira, 10 de dezembro de 2013 16:44 BRST
 

10 Dez (Reuters) - Um tribunal indiano ampliou o prazo de uma audiência sobre a apreensão fiscal promovida por autoridades locais de uma fábrica da Nokia, buscando informações sobre o valor da unidade e ampliando preocupações sobre se a empresa poderá transferir a propriedade para a Microsoft como parte da venda de seu negócio de celulares.

A Nokia ofereceu pagar 270 milhões de euros (369 milhões de dólares) para as autoridades indianas para descongelar ativos em uma disputa tributária, de acordo com fontes próximas ao tema.

A empresa finlandesa está tentando descongelar os ativos, particularmente sua fábrica de Chennai, que é uma das maiores fábricas de celulares da empresa, antes da venda de seu negócio de celulares para a Microsoft.

A alta corte de Nova Déli pediu nesta terça-feira que as autoridades tributárias divulguem o valor da fábrica de Chennai na quarta-feira, quando haverá nova audiência sobre o caso, ampliando incertezas sobre as exatas dívidas fiscais da Nokia na Índia.

Um advogado do departamento tributário disse nesta terça-feira que a Nokia deve 1,28 bilhão de dólares em impostos na Índia.

(Por Nigam Prusty em Nova Déli)