Clima favorece safra 2014/15 de café no Brasil

terça-feira, 10 de dezembro de 2013 17:15 BRST
 

SÃO PAULO, 10 Dez (Reuters) - O desenvolvimento da próxima safra de café (2014/15) do Brasil, maior produtor global da commodity, está satisfatório, com as lavouras sendo favorecidas por chuvas que ajudam na granação, disseram especialistas, que não descartam uma colheita recorde.

"As chuvas que vêm ocorrendo, mesmo de forma irregular e em sua grande maioria na forma de pancadas, estão possibilitando uma manutenção da umidade do solo e consequentemente dando condições ao desenvolvimento das lavouras...", afirmou o agrometeorologista Marco Antônio dos Santos, da Somar, em nota nesta terça-feira.

Segundo ele, com as boas condições climáticas, o Brasil poderá registrar um novo recorde em 14/15, com colheita se intensificando a partir de junho no país.

O Brasil colheu a sua maior safra para um ano de baixa bienalidade do arábica em 2013/14, com produção estimada em 47,5 milhões de sacas, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Na temporada 2012/13 (de alta bienalidade), a colheita brasileira atingiu um recorde histórico de 50,8 milhões de sacas, segundo a estatal.

A perspectiva de uma nova grande safra em 2014 tem mantido os preços no mercado internacional em patamares baixos nos últimos meses.

O café negociado em Nova York tocou uma mínima de sete anos, de pouco mais de 1 dólar por libra-peso, no início de novembro, pressionado pela expectativa de grande oferta brasileira e da recuperação da produção na Colômbia.

Nesta terça-feira, o contrato março era negociado a 1,1045 dólar.

"A safra 2014/15 é de bienalidade positiva e, assim, espera-se aumento na produção nacional frente ao volume colhido em 2013/14", disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em análise nesta terça-feira.   Continuação...