Céleres eleva previsão de safra de soja do país; viés é de alta

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013 14:20 BRST
 

SÃO PAULO, 11 Dez (Reuters) - A produção de soja do Brasil em 2013/14 foi estimada nesta quarta-feira em 87,2 milhões de toneladas, de acordo com levantamento da consultoria agrícola Céleres, que elevou em 1 milhão de toneladas a sua projeção na comparação com a estimativa anterior, com um crescimento da previsão de plantio da oleaginosa.

Os números da Céleres são conservadores perto da previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que na terça-feira previu uma safra recorde acima de 90 milhões de toneladas.

No entanto, o sócio-diretor da consultoria, Anderson Galvão, não descarta novas revisões para cima na sua estimativa, se o tempo continuar favorecendo o desenvolvimento das lavouras.

"Considerando que a safra acaba de ser semeada e que --até o momento-- as condições de desenvolvimento estão próximas do ideal, é possível que a produção efetiva fique próxima, ou até acima de 90 milhões de toneladas", afirmou Galvão em entrevista ao chat Trading Brazil.

A colheita da soja 13/14 começa a chegar ao mercado no início do próximo ano.

A Céleres ainda está conservadora em relação ao tamanho da safra porque o plantio acaba de ser concluído em algumas regiões, como o oeste da Bahia, e a produtividade potencial será definida em janeiro e fevereiro em boa parte do país, dependendo das condições meteorológicas.

O plantio de soja foi estimado agora pela Céleres em um recorde de 29,7 milhões de hectares, 200 mil hectares acima do levantamento anterior e um crescimento de 2 milhões de hectares ante a estimativa da Conab para a safra anterior, no embalo da firme demanda internacional por produtos alimentares.

Caso a previsão de safra seja confirmada, superaria de longe o recorde da temporada passada, segundo números oficiais, de 81,5 milhões de toneladas.

"Em suma, nosso viés é de alta nas estimativas de produção de soja nos próximos meses", disse Galvão, que acredita que o Brasil caminha para assumir a liderança global na produção de soja, superando os Estados Unidos.   Continuação...