Inadimplência no comércio cai 3,22% em novembro, diz SPC Brasil

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013 14:36 BRST
 

11 Dez (Reuters) - O volume de consumidores inadimplentes no país caiu 3,22 por cento em novembro na comparação anual, o maior recuo já registrado na série histórica do indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) divulgado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) nesta quarta-feira.

O índice leva em consideração mais de 150 milhões de consumidores cadastrados em 1,2 milhão de pontos de vendas espalhados por todo o Brasil e é registrado desde janeiro de 2012.

Além dos juros mais altos, que levaram os bancos a serem mais criteriosos na concessão de crédito, a forte base de comparação também contribuiu para a queda. Em novembro de 2012, o volume de consumidores inadimplentes teve alta de 12,81 por cento em relação a 2011.

Já na comparação com outubro, os registros de inadimplentes no banco de dados do SPC aumentaram 0,75 por cento.

Entre janeiro e novembro a inadimplência registra crescimento de 2,94 por cento ante 2012. O SPC Brasil estima que os calotes no comércio desacelerem por causa da proximidade das festas de fim de ano e encerre 2013 em torno de 2 por cento.

Apesar do crédito mais caro, as consultas ao banco de dados do SPC, que refletem o nível de atividade no varejo para as compras parceladas, fecharam novembro com alta de 2,60 por cento, em bases anuais.

Na comparação com outubro deste ano, as vendas a prazo apresentaram queda de 3,62 por cento, enquanto subiram 4,23 por cento no acumulado do ano, resultado próximo à projeção do SPC Brasil e da CNDL, de crescimento de 4,5 por cento do varejo em 2013.