Embraer recebe pedido firme da American Airlines avaliado em US$2,5 bi

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 13:30 BRST
 

Por Roberta Vilas Boas e Cesar Bianconi

SÃO PAULO, 12 Dez (Reuters) - A Embraer, terceira maior fabricante mundial de aviões civis, recebeu da norte-americana American Airlines um pedido de encomendas firmes por 60 aviões E175, um negócio estimado em 2,5 bilhões de dólares a preços de tabela.

O pedido --anunciado por ambas as empresas nesta quinta-feira-- também envolve opções de compra para outras 90 aeronaves do mesmo modelo, podendo levar o valor total do acordo a mais de 6 bilhões de dólares.

A encomenda pode sinalizar o fim do ciclo de grandes pedidos de jatos regionais nos EUA. Em maio, o presidente da Embraer, Frederico Curado, dissera à Reuters esperar que a American Airlines encerrasse o ciclo de vendas de aviões de menor porte a empresas daquele país. "Terminada a concorrência da American Airlines, o jogo estará fechado por um tempo", disse ele.

Além da American Airlines, a Embraer recebeu neste ano encomendas da Republic Airways, de até 94 aviões entre encomendas firmes e opções, United Airlines, por até 70 jatos, e SkyWest, por até 200 unidades.

Para o presidente da Embraer Aviação Comercial, Paulo Cesar de Souza e Silva, as opções devem ser exercidas no futuro.

"Na minha visão vai acontecer (o exercício das opções de compra). O mercado norte-americano mudou muito nos últimos anos, as empresas aéreas se fundiram e ficaram muito mais sólidas", disse o executivo à Reuters.

Com a encomenda desta sexta-feira, a Embraer chegou a 11 novos contratos na aviação comercial em 2013, com 345 pedidos firmes e 427 opções para jatos da primeira e segunda gerações, além de cartas de intenção por 65 aviões da segunda geração.

Segundo Silva, após o forte desempenho deste ano, a expectativa para 2014 também é positiva para aviões comerciais.   Continuação...

 
Funcionário trabalha na linha de montagem de jatos na sede da Embraer em São José dos Campos. A Embraer, terceira maior fabricante mundial de aviões civis, recebeu da norte-americana American Airlines um pedido de encomendas firmes por 60 aviões E175, um negócio estimado em 2,5 bilhões de dólares a preços de tabela. 14/05/2013 REUTERS/Nacho Doce