Ações dos EUA devem cair no começo de 2014, mas fechar ano em alta

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 14:03 BRST
 

NOVA YORK, 12 Dez (Reuters) - Ações de companhias norte-americanas poderão viver seu primeiro grande recuo em meses quando o Federal Reserve reduzir sua política de estímulos à economia no começo do ano que vem, mas uma pesquisa da Reuters apontou que as ações ainda devem fechar 2014 com uma alta de 8 por cento ante os níveis atuais.

Investidores têm se preparado para uma onda de vendas, dado que o rali deste ano levou o mercado a altas recordes e colocou o índice Standard & Poor's 500 no caminho para seu maior ganho anual em mais de uma década.

Com os dados econômicos sugerindo que a recuperação está em curso, muitos estrategistas esperam que o movimento do Fed ocorra no primeiro trimestre. O banco central dos EUA tem comprado 85 bilhões de dólares em bônus por mês para impulsionar a economia.

Enquanto o mercado foi bem neste ano com o apoio contínuo do Fed, qualquer redução na compra dos bônus seria uma evidência de confiança na retomada da economia, o que eventualmente daria fôlego para ganhos no mercado de ações, disseram estrategistas.

"A mudança na política do Fed terá impacto no primeiro semestre, mas espero que as ações se recuperem e subam no segundo semestre conforme a economia mundial continuar melhorando", disse David Joy, estrategista da Ameriprise Financial em Boston.

O S&P 500 deve subir para 1.870 pontos até o meio do ano e fechar 2014 a 1.925 pontos, segundo a média das previsões de 43 estrategistas consultados pela Reuters. Isso representaria alta de 5 e 8 por cento, respectivamente ante o fechamento de quarta-feira, de 1.782 pontos. O índice acumula alta de 25 por cento em 2013. (Por Caroline Valetkevitch)

 
Reflexos de pedestres em um painel eletrônico que mostra uma seta para baixo, que faz parte de um display que mostra os preços de ações de vários países, do lado de fora de uma corretora em Tóquio. Ações de companhias norte-americanas poderão viver seu primeiro grande recuo em meses quando o Federal Reserve reduzir sua política de estímulos à economia no começo do ano que vem, mas uma pesquisa da Reuters apontou que as ações ainda devem fechar 2014 com uma alta de 8 por cento ante os níveis atuais. 12/12/2013 REUTERS/Yuya Shino