12 de Dezembro de 2013 / às 16:28 / em 4 anos

Vendas no varejo sólidas dos EUA impulsionam cenário econômico

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON, 12 Dez (Reuters) - As vendas no varejo dos Estados Unidos tiveram um crescimento sólido em novembro, ampliando os sinais de fortalecimento da economia, o que pode deixar o Federal Reserve mais perto de reduzir o ritmo do estímulo monetário.

O cenário econômico otimista, no entanto, foi de certa forma ofuscado por outro relatório nesta quinta-feira mostrando o maior salto em um ano nos pedidos de auxílio-desemprego na última semana.

O Departamento do Comércio informou que as vendas no varejo aumentaram 0,7 por cento no mês passado, com os norte-americanos comprando automóveis e uma série de outros bens. O aumento das vendas no varejo em novembro foi o maior em cinco meses e ocorreu após uma alta de 0,6 por cento em outubro.

"Isso deve fornecer mais confiança para o Fed de que a recuperação econômica emergiu das incertezas provocadas pela política nos últimos meses essencialmente ilesa e reforça a expectativa de que a recente melhora no desempenho dos dados será sustentada", disse o economista-sênior da TD Securities, Millan Mulraine.

Economistas consultados pela Reuters estimavam que as vendas no varejo avançariam 0,6 por cento no último mês.

O chamado núcleo das vendas --que elimina automóveis, serviços de alimentos, gasolina e materiais de construção e mostra de forma melhor o componente de gastos do consumidor do Produto Interno Bruto (PIB)-- subiu 0,5 por cento, após alta de 0,7 por cento em outubro

Isso sugere que os gastos dos consumidores provavelmente irão acelerar, após uma forte desaceleração no terceiro trimestre. O Barclays elevou sua estimativa para o PIB do quarto trimestre em 0,2 ponto percentual, para uma taxa anual de 2,2 por cento, devido ao relatório de vendas no varejo.

FORMAÇÃO DE ESTOQUES CONTINUA

Os gastos têm sido sustentados pelo ganhos sólidos de emprego e aumentos estáveis na renda, o que pode ajudar a limitar o peso sobre o crescimento do PIB do quarto trimestre da esperada tentativa das empresas de reduzir os estoques, após eles subirem agressivamente no trimestre de julho a setembro.

Mas as empresas não estão mostrando sinais de desaceleração ainda. Em um segundo relatório, o Departamento do Comércio informou que os estoques empresariais aumentaram 0,7 por cento em outubro, o maior ganho desde janeiro, após subirem 0,6 por cento em setembro.

O tom firme de crescimento foi entretanto de certa forma afetado por um relatório separado do Departamento do Trabalho, mostrando que os pedidos iniciais de auxílio-desemprego subiram em 68 mil, para 368 mil segundo dados ajustados sazonalmente.

Foi o maior aumento semanal desde novembro de 2012 e superou as expectativas de uma alta para apenas 320 mil.

No entanto, a média móvel de quatro semanas para os novos pedidos, que elimina a volatilidade semanal, subiu em apenas 6 mil, sugerindo que o fortalecimento recente do mercado de trabalho permanece intacto.

Os dados de emprego fora do setor agrícola tiveram forte alta em outubro e novembro. A taxa de desemprego caiu para mínima em cinco anos de 7 por cento em novembro.

Os dados otimistas devem dar ao Federal Reserve espaço para começar a reduzir seu programa de compras mensais de títulos de 85 bilhões de dólares, e podem alimentar alguma especulação de que tal decisão pode ser tomada já na próxima reunião do banco central, na semana que vem.

A maioria dos economistas, entretanto, espera que o Fed espere até janeiro ou março. Outro relatório do Departamento do Trabalho mostrou que os preços de importados caíram pelo segundo mês seguido em novembro. A falta geral de pressões inflacionárias é o imponderável para as decisões do Fed sobre seu estímulo monetário.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below