Ações europeias caem e chegam a atingir mínima de 2 meses; Peugeot desaba

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013 15:58 BRST
 

PARIS, 13 Dez (Reuters) - As bolsas europeias fecharam em queda nesta sexta-feira com baixo volume de negociação, acumulando cerca de 5 por cento de retração nas últimas duas semanas, com investidores mantendo a cautela antes da reunião do Federal Reserve na semana que vem.

O índice de ações europeu FTSEurofirst 300 perdeu 0,16 por cento, para 1.242 pontos, depois de atingir o menor nível em dois meses no início da sessão.

Recentes dados econômicos fortes dos Estados Unidos têm alimentado especulação de que o Fed poderá começar a desacelerar seu estímulo já na próxima semana. Isso levou investidores a embolsarem os lucros de ativos de risco que se beneficiaram fortemente da injeção de liquidez do banco central norte-americano.

O índice europeu de referência, que acumulava 15 por cento de ganhos até o fim de novembro, caiu cerca de 4,8 por cento desde então, a maior queda em seis meses.

"Por enquanto, estamos esperando a reunião do Fed na próxima semana antes de entrar no mercado, embora a recente queda esteja criando boas oportunidades de compra", disse o diretor do Barclays para a França, Franklin Pichard.

A ação da montadora francesa PSA Peugeot Citroen caiu mais de 12 por cento, ampliando as perdas desde segunda-feira a 24 por cento, depois de parceira General Motors vender seus 7 por cento de participação com um grande desconto, um dia depois de a Peugeot anunciar grande baixa contábil e confirmar que está estudando aumento de capital.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,08 por cento, a 6.439 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,12 por cento, para 9.006 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,23 por cento, a 4.059 pontos.   Continuação...