Fundos de hedge lucram com baixa da ação da Peugeot enquanto GM deixa empresa

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013 16:28 BRST
 

PARIS/LONDRES, 13 Dez (Reuters) - Fundos de hedge embolsaram cerca de 190 milhões de dólares nesta semana por apostar contra a Peugeot, diferentemente da General Motors, cujo investimento na montadora francesa provou ser uma perda.

As apostas contra a PSA Peugeot Citroën --quando investidores como fundos de hedge vendem ações alugadas com a expectativa de comprá-las de volta por um preço mais baixo-- provaram ser recompensadoras, uma vez que a ação da empresa caiu cerca de 20 por cento nesta semana.

As ações foram atingidas pelo anúncio de uma grande baixa contábil e por planos para um aumento de capital, bem como pela decisão da GM de vender a sua participação de 7 por cento na Peugeot a 10 euros por ação, ou cerca de 248 milhões de euros (341 milhões de dólares).

A GM comprou a participação no começo de 2012 por 423 milhões de dólares, o que significa que teve perda de 82 milhões de dólares na venda, menos de dois anos depois de comprar os papéis.

Em contraste, aqueles que apostaram contra as ações da Peugeot embolsaram ganhos potenciais de até 136 milhões de euros (187 milhões de dólares) desde segunda-feira, segundo cálculos da Thomson Reuters, baseados no número de ações alugadas da montadora.

(Por Blaise Robinson e Sudip Kar-Gupta)