Recuperação do setor empresarial da zona do euro encerra o ano em alta--PMI

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 07:44 BRST
 

LONDRES, 16 Dez (Reuters) - A frágil recuperação no setor privado da zona do euro encerra o ano em alta devido ao crescimento em novas encomendas, mas o abismo entre as duas maiores economias do bloco aumentou, de acordo com a pesquisa preliminar do Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Markit nesta segunda-feira.

O indicador composto, que mede a atividade em milhares de grandes e pequenas empresas, subiu para 52,1 em dezembro, ante 51,7 no mês passado.

Foi a segunda maior leitura desde meados de 2011 e bateu a mediana das previsões em uma pesquisa da Reuters de 51,9. O índice está acima da marca de 50 que aponta crescimento durante todo o segundo semestre.

"É realmente encorajador ver o aumento da taxa global de crescimento. É um sinal reconfortante de que a recuperação ainda está em curso. Nós não estamos perdendo força", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson. "A preocupação é que a recuperação é desigual."

Mais uma vez as pesquisas destacaram um caminho divergente entre as duas maiores economias do bloco da Alemanha e da França. Dados da Alemanha divulgados mais cedo mostraram que a fábricas tiveram seu melhor mês desde junho de 2011, mas a atividade entre as firmas francesas caiu para o nível mais baixo em sete meses.

O PMI do setor industrial cresceu para 52,7 em dezembro, ante 51,6 em novembro. Foi o melhor resultado em 31 meses e ficou acima das expectativa de 51,9. Já para o setor de serviços, o indicador caiu para 51,0 ante 51,2, abaixo das expectativas de crescimento para 51,5.