Cade aprova transferência de siderúrgica no Açu da Ternium para LLX

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 10:16 BRST
 

SÃO PAULO, 16 Dez (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o exercício de opção de venda, pela Ternium Brasil, da Siderúrgica Norte Fluminense para a LLX Açu Operações Portuárias.

Em setembro, o grupo produtor de aço Ternium desistiu da implantação do polo siderúrgico no Porto do Açu, da Prumo Logística, novo nome da LLX, numa decisão aguardada pelo mercado depois que a companhia ingressou no grupo de controle da Usiminas.

A construção no Porto do Açu de uma unidade de pelotização de minério de ferro e de uma usina siderúrgica com capacidade para 5,6 milhões de toneladas de aço bruto por ano tinha sido acertada em setembro de 2010 entre a LLX e a Ternium, fundada na Argentina e com sede em Luxemburgo.

A LLX anunciou na semana passada a mudança de nome para Prumo Logística, após a mudança de controle da empresa, que em outubro passou da EBX, de Eike Batista, para a norte-americana EIG.

(Por Roberta Vilas Boas)