BP assina acordo de US$16 bi para projeto de gás não convencional em Omã

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 13:34 BRST
 

MUSCAT/DUBAI, 16 Dez (Reuters) - A petrolífera britânica BP assinou acordos de 30 anos para desenvolver o projeto de gás não convencional Khazzan em Omã, em um investimento estimado em 16 bilhões de dólares, que vai ajudar a economia do país do Oriente Médio a continuar a crescer e reforçar sua capacidade de exportação de gás.

O projeto de gás de Khazzan, que visa a extrair cerca de um bilhão de pés cúbicos de gás (bcf, na sigla em inglês) por dia da região central de Omã, é uma vitrine para a tecnologia de extração de gás não convencional da BP, e a produção virá para atender à crescente necessidade energética de Omã.

"A assinatura de hoje é um passo importante para os planos do Sultão de Omã para atender à crescente demanda de energia nas próximas décadas e contribuir para o desenvolvimento econômico em Omã", disse o ministro de petróleo e gás de Omã, Mohammed Al Rumhy, em um comunicado após a assinatura do acordo em Muscat.

"O projeto Khazzan é o maior novo projeto de exploração e produção em Omã, e um desenvolvimento pioneiro na região em termos de desenvolver a extração tecnicamente desafiadora do gás não convencional por meio da tecnologia."

A BP já gastou centenas de milhões de dólares no projeto desde que ganhou a concessão em 2007. A empresa espera um investimento total de aproximadamente 16 bilhões de dólares para o desenvolvimento completo do campo.

A construção deve começar em 2014, com o primeiro gás em 2017.

(Reportagem de Sami Aboudi e Daniel Fineren)

 
Logotipo da British Petroleum visto em um posto de combustível da empresa em São Petersburgo. A petrolífera britânica BP assinou acordos de 30 anos para desenvolver o projeto de gás não convencional Khazzan em Omã, em um investimento estimado em 16 bilhões de dólares, que vai ajudar a economia do país do Oriente Médio a continuar a crescer e reforçar sua capacidade de exportação de gás. 18/10/2012 REUTERS/Alexander Demianchuk/Files