Bancos espanhóis enfrentam desafio de lucratividade--FMI e UE

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 14:02 BRST
 

MADRI, 16 Dez (Reuters) - Bancos espanhóis enfrentarão desafios de lucratividade nos próximos anos com a oferta de crédito diminuindo ainda mais e os preços no mercado imobiliário mantendo-se em queda, disseram a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional nesta segunda-feira.

Um programa europeu de ajuda de 41,3 bilhões de euros (57 bilhões de dólares) para os bancos espanhóis em situação mais frágil deve expirar em 23 de janeiro.

A Comissão Europeia disse que a solvência dos bancos agora está adequada depois que a Espanha usou os recursos, no ano passado, para cobrir rombos de capital.

Na sua quinta e última revisão sobre o setor financeiro espanhol, a Comissão alertou, no entanto, que a economia ainda está pesando sobre o setor, embora o país esteja lentamente saindo da recessão.

"Diagnósticos contínuos e profundos sobre a resiliência e solvência do sistema bancário espanhol continuam vitais", disse a comissão em comunicado.

O FMI, que está monitorando o programa de assistência, disse que os bancos espanhóis precisam manter provisões adequadas para perdas e se preparar para a revisão mais ampla sobre a qualidade dos ativos dos bancos europeus no ano que vem.

(Por Sarah White)

 
Bandeiras da União Europeia e da Espanha ao vento na cidade de Ronda. Bancos espanhóis enfrentarão desafios de lucratividade nos próximos anos com a oferta de crédito diminuindo ainda mais e os preços no mercado imobiliário mantendo-se em queda, disseram a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional nesta segunda-feira. 11/07/2013 REUTERS/Jon Nazca