Petroleira de Eike prevê pico de 30 mil barris para Tubarão Martelo

terça-feira, 17 de dezembro de 2013 17:33 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 17 Dez (Reuters) - A produção de petróleo da Oléo e Gás em Tubarão Martelo, único campo em operação da petroleira de Eike Batista, atingirá um pico de 30 mil barris diários quando todos os poços previstos estiverem conectados à plataforma.

Quatro dos sete poços previstos pela ex-OGX para alimentar a produção do campo localizado na Bacia de Campos estarão produzindo até maio do próximo ano, com dois já em operação, afirmou nesta terça-feira o diretor-presidente da petroleira, Paulo Narcélio, durante evento com investidores na sede da companhia.

A endividada companhia, em processo de recuperação judicial, tem evitado divulgar estimativas de volumes e prazos de produção de petróleo. Nesta linha, tanto o CEO como outros executivos presentes ao evento se recusaram a informar quanto o campo está produzindo atualmente, bem como projeções de quando estimam alcançar o pico de produção.

"Vamos evitar dar previsão de produção... vamos esperar o campo de Tubarão Martelo estabilizar a produção", afirmou o executivo da companhia, castigada pelo mercado este ano após não cumprir promessas feitas no passado.

A ex-OGX informou no dia 6 de dezembro que começou a produzir em Tubarão Martelo, a partir de um poço. No dia 9, comunicou ao mercado a entrada em operação do segundo poço. A área é uma das poucas apostas de sobrevivência da empresa neste momento.

Para dar continuidade ao processo de aumento da produção, investimentos no terceiro e quarto poço já estão garantidos, disse o CEO.

O terceiro poço deverá produzir em abril, e o quarto poço tem previsão para maio, disse o gerente de reservatórios da empresa, Armando de Almeida Ferreira, durante o encontro com investidores e analistas no Rio de Janeiro.

Ele disse ainda que a empresa já furou seis poços dos sete que deverão produzir no campo.

RECEITA GARANTE   Continuação...