CEO da HP recebe grande aumento após alta de papéis em 2013

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013 09:55 BRST
 

SAN FRANCISCO, 18 Dez (Reuters) - A presidente-executiva da Hewlett-Packard (HP) Meg Whitman desistiu de seu salário simbólico de 1 dólar e agora recebe um salário-base anual de 1,5 milhão de dólares, refletindo o ganho de 93 por cento nos papéis da empresa no acumulado deste ano.

Meg, a terceira pessoa a ocupar o cargo em quatro anos, está guiando a gigante do Vale do Silício em uma reestruturação que dura anos após herdar, em 2011, uma companhia enfraquecida por mudanças na diretoria, saídas de executivos e decisões estratégicas flutuantes.

Investidores têm dado crédito a ela desde então por trazer uma estabilidade muito necessária à HP, que ela está tentando recuperar por meio de demissões, cortes de custos e expansão em mercados com rápido crescimento como computação empresarial.

O novo salário, em vigor a partir de 1º de novembro, "leva o salário da Sra. Whitman a um nível competitivo entre os salários de presidente-executivos das empresas concorrentes da HP", disse a empresa em um comunicado no órgão regulador de mercados dos Estados Unidos, a SEC.

Embora Whitman tenha recebido um salário de apenas 1 dólar em 2012, sua remuneração total foi de 1,99 milhão de dólares, incluindo um bônus de 1,69 milhão de dólares e direitos de subscrição adquiridos e opções.

As ações da HP, porém, no preço de fechamento de 27,45 dólares na terça-feira, permanece bem longe de seu recorde de mais de 50 dólares em 2010, antes da saída do ex-presidente-executivo e favorito de Wall Street, Mark Hurd.

(Por Poornima Gupta)