Fed reduz compras de títulos, mas sinaliza juros baixos por mais tempo

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013 20:06 BRST
 

Por Jonathan Spicer e Jason Lange

WASHINGTON, 18 Dez (Reuters) - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, anunciou planos para reduzir o agressivo programa de compra de títulos nesta quarta-feira, mas tentou atenuar o aguardado anúncio ao sugerir que a principal taxa de juros continuará baixa por mais tempo do que o prometido anteriormente.

No início do fim do apoio sem precedentes à economia norte-americana, o banco central informou que vai reduzir as compras mensais de títulos em 10 bilhões de dólares, para 75 bilhões de dólares. A redução dividiu-se igualmente entre os títulos lastreados em hipotecas e os papéis do Tesouro.

"O Comitê (Federal de Mercado Aberto) vê que os riscos à perspectiva econômica e ao mercado de trabalho tornaram-se mais equilibrados", disse o Fed após a reunião de dois dias.

A mudança, que surpreendeu alguns investidores, sinalizou a melhora na perspectiva para a economia e o mercado de trabalho, e marca um ponto de virada para o maior experimento de política monetária da História.

O chairman do Fed, Ben Bernanke, disse que se os ganhos do mercado de trabalho norte-americano continuarem como o esperado, as compras de títulos provavelmente continuarão a ser reduzidas em ritmo "comedido" ao longo de boa parte do próximo ano. Elas provavelmente serão retiradas "no fim do ano, certamente não no meio do ano", disse.

"A recuperação claramente está longe de estar completa", afirmou Bernanke em entrevista coletiva.

Ele disse que a decisão a chancela de Janet Yellen, a vice-chair do Fed que deve sucedê-lo após o fim de seu segundo mandato em 31 de janeiro. "Ela apoia completamente o que fizemos hoje", disse Bernanke.

As bolsas inicialmente recuaram, mas rapidamente voltaram ao território positivo. Da mesma forma, os preços dos títulos recuaram mas depois subiram. O dólar subiu contra o euro e o iene.   Continuação...