EADS diz que economia de 300 mi de euros em divisão é insuficiente

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 08:48 BRST
 

MUNIQUE, 19 Dez (Reuters) - As medidas de cortes de custo na divisão de defesa e aeroespacial da EADS precisarão trazer benefícios muito maiores do que 300 milhões de euros (412,88 milhões de dólares) ao ano, disse o chefe nomeado para a nova divisão.

"Simplesmente não será o bastante", afirmou Bernhard Gerwert a jornalistas em um evento em Munique na tarde da quarta-feira, dizendo que 300 milhões de euros, um nível de economia que analistas vêem como alcançável, era uma gota no oceano em comparação à meta de volume de negócios de 15 bilhões de euros da unidade.

(Por Irene Preisinger)