IPCA-15 surpreende ao subir 0,75% em dezembro e encerra ano a 5,85%

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 13:30 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO, 19 Dez (Reuters) - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial do país, surpreendeu ao acelerar a alta mensal a 0,75 por cento em dezembro, fechando o ano em 5,85 por cento e levantando a possibilidade de que o IPCA pode não encerrar 2013 abaixo do que foi visto no ano passado.

Os dados divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a pressão vista em preços de passagens aéreas e gasolina deve perdurar em dezembro, impondo viés de alta às projeções para o IPCA fechado.

Os resultados de agora ficaram acima até mesmo das projeções mais altas em pesquisa da Reuters, cujas medianas apontavam inflação mensal de 0,65 por cento e de 5,74 por cento no ano. As maiores estimativas para o mês eram de 0,71 e 5,80 por cento, respectivamente.

Segundo o IBGE, o principal destaque para o IPCA-15 de dezembro foi o grupo Transportes, com alta de 1,17 por cento, ante 0,39 por cento no mês anterior. Os preços das passagens aéreas registraram o maior impacto individual no indicador (0,11 ponto percentual), com aumento de 20,15 por cento.

"Foi um movimento sazonal que tem a ver com as férias", disse a economista da Tendências Adriana Molinari. "Essa divulgação (do IPCA-15) impõe viés de alta para o IPCA de dezembro e consequentemente sobre a projeção do acumulado no ano", completou ela, que por enquanto prevê alta de 0,72 por cento em dezembro.

O preço da gasolina veio em seguida, com alta de 2,15 por cento e impacto de 0,08 ponto percentual. Juntos, os dois itens responderam por um quarto do índice do mês.

No início do mês entrou em vigor reajuste da gasolina e do diesel nas refinarias de 4 e 8 por cento, respectivamente, definido pela Petrobras.

Ainda segundo o IBGE, o grupo que registrou a maior alta em dezembro foi Despesas Pessoais, com 1,18 por cento em dezembro após taxa de 0,68 por cento no mês anterior. Este também foi o grupo que encerrou o ano com maior alta acumulada, de 9,19 por cento.   Continuação...

 
Um frentista enche o tanque de um carro na praia do Leme, no Rio de Janeiro. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial do país, surpreendeu ao acelerar a alta mensal a 0,75 por cento em dezembro, fechando o ano em 5,85 por cento e levantando a possibilidade de que o IPCA pode não encerrar 2013 abaixo do que foi visto no ano passado. 30/03/2011 REUTERS/Ricardo Moraes