Anglo American prevê licenças para Minas-Rio no 1o semestre de 2014

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 17:58 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 19 Dez (Reuters) - O projeto de minério de ferro Minas-Rio, da Anglo American, está 82 por cento concluído, com perspectivas de obtenção de licenças de operação no primeiro semestre do próximo ano, informou a empresa nesta quinta-feira.

O empreendimento de 8,8 bilhões de dólares, que teve seus custos elevados em meio a atrasos em licenciamentos, deve ter o primeiro embarque de minério realizado no final de 2014, reiterou a companhia, em linha com suas últimas estimativas.

A empresa iniciou em novembro processo de obtenção das licenças de operação para mina e beneficiamento; mineroduto; linha de transmissão e porto.

"Os avanços na construção e na preparação para a operação do Minas-Rio em 2013 foram significativos... com a convicção de que entregaremos o Minas-Rio de uma forma segura e responsável no final de 2014", disse Paulo Castellari, presidente da Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil da Anglo American, em nota.

Durante o segundo semestre de 2013, em sua fase de pico, as obras do Projeto Minas-Rio contaram com mais de 20 mil trabalhadores em Minas Gerais e Rio de Janeiro, em mais de 120 frentes de obras.

Para o início das operações, cerca de dois mil empregos diretos e 3,3 mil indiretos serão criados.

Maior projeto mundial da Anglo, o Minas-Rio abrange uma mina de minério de ferro com planta de beneficiamento em Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas, em Minas Gerais; um mineroduto de 525 km de extensão que atravessa 32 municípios mineiros e fluminenses, além de um terminal de minério de ferro do Porto de Açu, no qual a Anglo American é parceira da Prumo, ex-LLX.

Em setembro, o presidente-executivo global da mineradora, Mark Cutifani, disse que tentava encontrar um parceiro com experiência para ser sócio no ativo.

O projeto de classe mundial possui recursos de 5,8 bilhões de toneladas, com vida útil que dependerá do ritmo de produção.   Continuação...