Petrobras declara comercialidade de três áreas do pré-sal

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 21:04 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 19 Dez (Reuters) - A Petrobras declarou nesta quinta-feira a comercialidade de três áreas do pré-sal, em processo que deverá aumentar as reservas provadas do país em cerca de 3,7 bilhões de barris de óleo equivalente, ou quase um quarto das reservas totais brasileiras.

A estatal anunciou volume de 459 milhões de barris de óleo equivalente para a área de Carioca, rebatizada de Lapa a partir da declaração de comercialidade.

Para as áreas de Franco e Sul de Tupi, a Petrobras citou volumes contratados com o governo segundo a "cessão onerosa": de 3,058 bilhões de barris e 128 milhões de barris, constatados na fase exploratória, como destacou em comunicado.

As reservas provadas da Petrobras somaram 15,729 bilhões de barris de petróleo e gás natural no Brasil em 2012, na sua última atualização.

A Petrobras declarou comercialidade das áreas de Franco e Sul de Tupi, rebatizando os campos com os nomes de Búzios e Sul de Lula, respectivamente, segundo comunicado da estatal ao mercado nesta quinta-feira.

REVISÃO

Com as declarações de comercialidade das áreas de Franco e Sul de Tupi, inicia-se o processo formal de revisão do contrato de "cessão onerosa", que será realizada bloco a bloco, levando-se em consideração as premissas técnicas e econômicas de cada área, disse a Petrobras.

Esse ajuste no contrato já havia sido antecipado pela diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, em novembro.

Na oportunidade, ela disse que somente a área de Franco tem tamanho igual ou até maior que a de Libra, com volumes estimados entre 8 bilhões e 12 bilhões de barris, a maior reserva do país.   Continuação...