Conab eleva safra 2013 de café arábica para 38,29 mi sacas

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013 11:44 BRST
 

SÃO PAULO, 20 Dez (Reuters) - Com a safra brasileira de café arábica de 2013 praticamente colhida, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou nesta sexta-feira sua estimativa para a safra 2013 em 4,4 por cento, para 38,29 milhões de sacas ante a previsão de setembro, citando condições climáticas favoráveis e bons tratos culturais nas lavouras de Minas Gerais e Espírito Santo.

A safra total do Brasil este ano foi estimada em 49,15 milhões de sacas, ante 47,54 da estimativa de setembro.

Os números confirmam que esta será a maior safra de ciclo de baixa bienalidade já produzida no país.

Em 2011, mais recente ano de baixa bienalidade, o país colheu 43,48 milhões de sacas. Em 2012, ano de alta, foram colhidos 50,82 milhões de sacas.

"Este resultado reflete o forte investimento nas lavouras, decorrente do período em que os preços do café no mercado estiveram elevados, fazendo com que as produtividades médias se elevassem substancialmente, mesmo em ano de baixa bienalidade", disse a Conab, em relatório.

A colheita do café arábica, variedade responsável por 80 por cento da produção nacional, está praticamente encerrada e os produtores já estão de olho no desenvolvimento dos cafezais para a colheita de meados de 2014.

"De maneira geral, os cafezais apresentam bom aspecto vegetativo compatível com o período pós-colheita. As chuvas dos meses de setembro a novembro, mesmo irregulares, deram início ao processo de recuperação das lavouras", relatou a Conab.

Em relação ao café robusta, a Conab estimou uma produção de 10,86 milhões de sacas em 2013, contra 10,88 milhões de projeção de setembro, e 12,48 milhões de sacas na safra 2012.

(Por Gustavo Bonato)

 
Trabalhador seleciona grãos de café durante colheita em uma fazenda em Espírito Santo do Pinhal, em São Paulo. Com a safra brasileira de café arábica de 2013 praticamente colhida, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou nesta sexta-feira sua estimativa para a safra 2013 em 4,4 por cento, para 38,29 milhões de sacas ante a previsão de setembro, citando condições climáticas favoráveis e bons tratos culturais nas lavouras de Minas Gerais e Espírito Santo. 18/05/2012. REUTERS/Nacho Doce