Japão prevê alta do PIB de 1,4 por cento para o ano fiscal de 2014

sábado, 21 de dezembro de 2013 14:41 BRST
 

TÓQUIO, 21 Dez (Reuters) - O governo do Japão previu neste sábado que o Produto Interno Bruto (PIB) do país crescerá 1,4 por cento para o ano fiscal a partir de março de 2014, uma redução do crescimento esperado para este ano de 2,6 por cento.

A desaceleração do PIB japonês é explicada pela prevista elevação do imposto sobre as vendas, que afetariam o consumo.

A projeção faz parte da revisão anual do orçamento. O governo japonês planeja receitas fiscais de aproximadamente 50 bilhões de ienes (480.330 milhões de dólares) para o próximo ano fiscal com base no crescimento estimado.

Embora se espere que o imposto maior sobre vendas vá reduzir o consumo, o governo espera que o crescimento econômico positivo graças aos efeitos de estímulos fiscais e monetários.

O imposto sobre vendas deve ir para 8 por cento em abril, e pode subir para 10 por cento se o governo do primeiro-ministro Shinzo Abe continuar com seu plano de consolidação fiscal.

O governo também prevê que os preços ao consumidor aumentarão 1,2 por cento no ano fiscal de 2014, excluindo o impacto do aumento de imposto sobre vendas.

Estima-se que os preços ao consumidor mostrem um aumento de 0,7 por cento no atual ano fiscal.

O Banco do Japão lançou um programa de estímulo maciço que visa aumentar a taxa de inflação para até 2 por cento em dois anos, em uma tentativa de tirar o país de um longo período de deflação.

(Reportagem de Yuko Yoshikawa)