Exportadores dos EUA continuam a enviar milho à China apesar de rejeições

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013 16:55 BRST
 

23 Dez (Reuters) - Os exportadores dos Estados Unidos continuam a enviar milho para a China, apesar do fracasso de uma missão comercial norte-americana buscando a aprovação de uma variedade geneticamente modificada do grão, mostraram dados do governo dos EUA nesta segunda-feira.

A China rejeitou quase um terço de todos os embarques dos EUA nesta temporada por conta do transgênico não aprovado.

A autoridade de quarentena da China recusou 545 mil toneladas de milho dos EUA entre novembro e dezembro pois os carregamentos continham o grão MIR 162 da Syngenta AG, uma variedade de transgênico que tem aguardado a aprovação da China há mais de dois anos.

Exportadores tinham esperanças de que as negociações realizadas pela Comissão Conjunta EUA-China de Comércio e Mercado, que terminou em Pequim nesta segunda-feira, iriam acelerar o processo de aprovação, mas nenhum acordo foi firmado.

As inpeções do USDA sobre as exportação de milho norte-americano à China mostraram um total de cerca de 204 mil toneladas do grão enviadas na semana terminada em 19 de dezembro, queda ante as 245,5 mil toneladas enviadas na semana anterior e 370,7 mil toneladas duas semanas antes.

(Reportagem de Karl Plume em Chicago)