Ciclone em formação na Austrália segue para portos de mineração

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013 13:17 BRST
 

SYDNEY, 27 Dez (Reuters) - Um ciclone em formação no oeste da Austrália poderá interromper os embarques de três portos do maior exportador de minério do mundo no início da próxima semana, mostraram dados desta sexta-feira do Australian Bureau of Meteorology.

Uma depressão tropical no Oceano Índico segue em direção ao extremo sul e poderá atingir a Categoria 3 de força --com possibilidade de ventos de até 224 km por hora-- à medida que se aproxima de Port Hedland no início da segunda-feira, de acordo com a agência.

Um porta-voz de Port Hedland, que movimenta um quinto do comércio global marítimo, disse que o curso da tempestade está sendo monitorado no momento. As autoridades já alertaram residentes sobre o caminho esperado do ciclone.

Em fevereiro, o ciclone Rusty, com ventos de até 200 km por hora, fechou os portos de Cape Lambert e Dampier --usados pela Rio Tinto -- bem como Port Hedland, utilizado pela BHP Billiton e pela Fortescue Metals FMG.AX.

Os três portos movimentam mais de 500 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, respondendo por praticamente todas as exportações australianas.

(Reportagem de James Regan)

 
Navios aguardando o carregamento são vistos perto de pilhas de minérios de ferro na doca de carregamento Fortescue, localizada em Port Hedland. Um ciclone em formação no oeste da Austrália poderá interromper os embarques de três portos do maior exportador de minério do mundo no início da próxima semana, mostraram dados desta sexta-feira do Australian Bureau of Meteorology. 03/12/2013 REUTERS/David Gray