CEO da Henkel atenua perspectivas de aquisições--jornal

domingo, 29 de dezembro de 2013 14:24 BRST
 

BERLIM, 29 Dez (Reuters) - O grupo alemão de bens de consumo Henkel atenuou expectativas de que estaria olhando aquisições no futuro próximo, dizendo que o mercado hoje oferece poucas oportunidades de aquisição, segundo matéria do Handelsblatt, citando o presidente-executivo Kasper Rorsted.

Os comentários de Rorsted contrastam com as falas feitas pela presidente do Conselho de Fiscal da Henkel, Simone Bagel-Trah, que disse três semanas atrás que havia chegado o momento para focar novamente em aquisições.

"Com as baixas taxas de juros, quase ninguém quer trocar negócios por dinheiro", segundo citação atribuída a Rorsted no jornal de negócios Handelsblatt, em uma entrevista que será publicada na segunda-feira.

"Oportunidades ainda vão surgir dentro dos próximos três anos", disse o presidente-executivo.

No mês passado, o próprio Rorsted disse que o grupo olharia para oportunidades de aquisição se elas fossem um bom encaixe estratégico e que o grupo tem 4 bilhões de euros (5,5 bilhões de dólares) disponíveis para aquisições.

Em sua última grande aquisição, a Henkel comprou a National Starch em 2008 por 3,7 bilhões de euros para expandir sua divisão de adesivos.

(Por Andreas Cremer)

 
Kasper Rorsted, presidente-executivo do grupo de bens de consumo Henkel, durante uma entrevista à Reuters em Londres. A Henkel atenuou expectativas de que estaria olhando aquisições no futuro próximo, dizendo que o mercado hoje oferece poucas oportunidades de aquisição, segundo matéria do Handelsblatt, citando o presidente-executivo Kasper Rorsted. 09/05/2012 REUTERS/Simon Newman