Fannie Mae faz acordo com Wells Fargo para finalizar revisão de hipotecas

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013 14:38 BRST
 

Por Jonathan Stempel

30 Dez (Reuters) - A Wells Fargo & Co pagará 541 milhões de dólares ao Fannie Mae para resolver as reclamações sobre empréstimos imobiliários ruins, completando esforços da companhia hipotecária controlada pelo governo para que bancos recomprem empréstimos problemáticos feitos antes da crise financeira.

Fannie Mae disse nesta segunda-feira que chegou a acordos no valor de cerca de 6,5 bilhões de dólares sobre recompras de empréstimos com oito bancos, incluindo o Wells Fargo, maior credor hipotecário do país e quarto maior banco em ativos.

Os acordos incluem um de 3,6 bilhões de dólares em janeiro com o Bank of America Corp sobre os empréstimos deste banco e o ex-banco Countrywide Financial Corp. O presidente-executivo da Fannie Mae, Timothy Mayopoulos, já foi conselheiro geral do Bank of America.

Ainda estão incluídos nos acordos um de 968 milhões de dólares, em julho, com o Citigroup Inc.

No acordo com o Wells Fargo, o banco com sede em San Francisco vai pagar ao Fannie Mae 541 milhões de dólares em dinheiro após o ajuste para créditos de recompras anteriores. Antes de ajustes, o acordo totaliza 591 milhões de dólares.

O acordo resolve praticamente todos os pedidos de recompra contra o Wells Fargo sobre empréstimos vendidos ao Fannie Mae que foram feitos antes de 2009.