30 de Dezembro de 2013 / às 19:33 / 4 anos atrás

Dólar interrompe série de 4 quedas e fecha em alta ante real, a R$2,3575

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 30 Dez (Reuters) - O dólar interrompeu uma série de quatro quedas consecutivas e fechou em alta ante o real nesta segunda-feira, no penúltimo pregão do ano, em meio ao fluxo sazonal de saída de divisas do país.

A moeda norte-americana avançou 0,77 por cento, para 2,3575 reais na venda, após bater 2,3268 reais na mínima do dia e 2,3828 reais na máxima.

"O dólar hoje foi impulsionado por fluxos de saída de divisas, típicos de fim de ano", afirmou o economista da corretora H. Commcor Waldir Kiel. O dólar costuma ganhar força no fim de ano, uma vez que multinacionais compram a divisa para fechar seus balanços e remeter lucros ao exterior.

Também contribuiu para a alta do dólar a disputa entre comprados e vendidos antes da formação da Ptax do ano --taxa calculada diariamente pelo Banco Central que serve de referência para diversos contratos. Operadores frequentemente brigam para influenciar a taxa de forma a favorecer suas posições.

Segundo analistas, a expectativa era de que a disputa pela formação da Ptax puxasse a cotação para baixo e, quando os fluxos de saída de divisas levaram a moeda norte-americana a subir, investidores foram pegos de surpresa.

"Com todo mundo posicionado para baixo, essas operações de saída acabam tendo um efeito maior sobre as cotações", afirmou o operador de um banco internacional.

A Ptax fechou a 2,3426 reais na venda, informou o BC. O operador ressaltou, no entanto, que as oscilações do dólar ante o real destoaram do cenário externo, motivando um ajuste técnico que levou a divisa dos EUA a continuar subindo mesmo após a divulgação da taxa.

"A princípio, não tem nada que segure o dólar no caminho para cima", resumiu.

A moeda norte-americana chegou a operar em queda no início da sessão, reagindo à elevação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) incidente sobre algumas formas de pagamento em moeda estrangeira, anunciada na sexta-feira após o fechamento dos mercados.

Segundo analistas, a medida tende a diminuir um pouco o fluxo de saída de divisas, uma vez que encarece viagens ao exterior. Contudo, a expectativa já era de que influência sobre as cotações do dólar seria comedida.

"Não vejo um impacto muito relevante dessa medida, nada muito duradouro", disse o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno.

A valorização do dólar acontece a despeito da constante atuação do BC no câmbio. Nesta sessão, a autoridade monetária deu continuidade ao programa de intervenções diárias com oferta de 10 mil contratos de swap cambial tradicional --equivalente a venda futura de dólares. O BC vendeu o lote total, colocando 3,6 mil swaps com vencimento em 5 de março de 2014 e 6,4 mil com vencimento em 1º de julho de 2014. A operação teve volume financeiro equivalente a 497 milhões de dólares.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below