Ministro da Economia espanhol vê criação "significativa" de empregos em 2014

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014 12:57 BRST
 

MADRI, 1 Jan (Reuters) - O ministro da Economia da Espanha, Luis de Guindos, disse nesta quarta-feira que a criação de empregos em 2014 será "significativa", à medida que a frágil recuperação econômica ganha força, mas uma pesquisa mostrou que a maioria dos espanhóis não esperam nenhuma melhora clara até 2015.

"Em 2014 haverá criação líquida de empregos, maior até do que havíamos previsto em setembro no orçamento, e a taxa de desemprego irá cair", disse o ministro à rádio nacional Cadena Ser, recusando-se a dar um número para a expectativa de abertura de vagas.

A Espanha saiu da recessão no terceiro trimestre do ano passado mas a economia ainda está débil. Com a previsão oficial de desemprego de 25,9 por cento para 2014, aproximadamente no patamar que está agora, há pouca percepção de uma recuperação real nas ruas do país.

Separadamente nesta quarta-feira, uma pesquisa com 1.000 pessoas divulgada no jornal El Mundo mostrou que 71 por cento dos espanhóis acreditam que a recuperação e o fim da crise irão ter início em 2015n no mínimo.

(Reportagem de Elisabeth O'Leary)

 
Ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos, participa de coletiva de imprensa após reunião semanal do gabinete ministerial do Palácio Moncloa, em Madri, 27 de setembro de 2013. Luis de Guindos disse nesta quarta-feira que a criação de empregos em 2014 será "significativa", à medida que a frágil recuperação econômica ganha força, mas uma pesquisa mostrou que a maioria dos espanhóis não esperam nenhuma melhora clara até 2015. REUTERS/Juan Medina