Indústria da zona do euro encerra 2013 em alta, mas França preocupa--PMI

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014 07:44 BRST
 

LONDRES, 2 Jan (Reuters) - O setor industrial da zona do euro cresceu no ritmo mais rápido desde meados de 2011 em dezembro com destaque para Alemanha e Itália, abrindo espaço para um sólido início de ano após um tumultuado 2013, mostrou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI do Markit subiu para 52,7 em dezembro ante 51,6 em novembro, confirmando estimativa preliminar e registrando a melhor leitura em 31 meses. Leitura acima de 50 indica crescimento.

As novas encomendas registraram o ritmo mais rápido desde abril de 2011, e a série de quase dois anos de cortes de vagas nas fábricas da zona do euro quase acabou no mês passado.

Olhando para países individualmente na região, o sentimento foi amplamente positivo, com exceção da França.

"Parece provável que o setor industrial ajudará a conduzir uma recuperação significativa, ainda que modesta, da economia", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

Williamson também destacou que os preços nas empresas industriais estão começando a subir ligeiramente, sugerindo que elas começam a ver alguma melhora nesse quesito.

O Markit informou que os PMIs de dezembro são consistentes com crescimento da produção a uma taxa trimestral de 1 por cento.

Entretanto, mesmo com Itália e Espanha mostrando sinais de um ano muito melhor à frente, a recuperação da região pode ser afetada pela França.

(Reportagem de Andy Bruce)