Taxa de desemprego da Espanha cai em dezembro, recuperação ainda é fraca

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014 10:11 BRST
 

MADRI, 3 Jan (Reuters) - O número de desempregados registrados na Espanha caiu em 2,24 por cento em dezembro, somando-se às evidências de recuperação econômica gradual no país, embora fatores sazonais tenham tido influência no que foi a maior queda histórica para o mês.

O total de desempregados diminuiu em 107.570 pessoas, deixando 4,7 milhões de pessoas sem trabalho, mostraram dados do Ministério do Trabalho nesta sexta-feira. A queda também foi a segunda maior desde que a série de dados começou.

Também foi o melhor mês de dezembro desde 2001 para a quantidade de trabalhadores recém-contratados que se registraram para contribuir com a previdência social, disse a repórteres o secretário de seguridade social, Tomas Burgos. "(Isso) não é uma coincidência, e sim reflete uma série de circunstâncias que inspiram confiança".

Uma pesquisa trimestral separada do instituto de estatísticas INE, que apura aqueles que estão procurando por emprego em vez daqueles que se inscrevem em agências de desemprego e é considerada mais representativa do mercado de trabalho, informou taxa de 26 por cento no terceiro trimestre.

A economia da Espanha está tendo dificuldades para ganhar ímpeto depois de uma recessão que sucedeu o colapso de uma bolha imobiliária em 2008 que deixou bancos, famílias e empresas endividados.