Xangai paga preço por campanha chinesa contra poluição industrial

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014 10:41 BRST
 

PEQUIM, 3 Jan (Reuters) - A produção chinesa de aço está começando a sair do seu tradicional polo na província de Hebei em meio aos esforços do governo de combater a poluição do ar perto de Pequim, mas Xangai pode estar pagando o preço, com as siderúrgicas no entorno da capital comercial do país elevando a produção.

Restrições ambientais cada vez maiores em Hebei, que cerca Pequim, também criaram oportunidades para indústrias poluentes como as de cimento e vidro em províncias perto de Xangai.

Enquanto os índices de poluição do ar em Pequim e cidades próximas, na província de Hebei, ficaram relativamente baixos no último mês, os registros em Xangai e outros pontos da costa leste do país atingiram máximas recordes.

Acompanhando a iniciativa de Pequim de eliminar a produção de aço na cidade, Xangai também reduziu sua produção em mais de 10 por cento no ano passado. No entanto, a cidade pode estar sofrendo devido ao aumento de produção nas províncias vizinhas como Jiangsu, onde pequenas usinas estão tirando vantagem do esforço do governo de fechar usinas em Hebei.

A produção de aço caiu drasticamente em Hebei no fim de 2013, mas subiu nas Províncias de Jiangsu, Anhui e Zhejiang, todas perto de Xangai, de acordo com dados do Escritório Nacional de Estatísticas.

(Reportagem de David Stanway)