Bolsas nos EUA fecham praticamente estáveis após comentários do Fed

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014 21:07 BRST
 

NOVA YORK, 3 Jan (Reuters) - O mercado acionário dos Estados Unidos fechou praticamente estável nesta sexta-feira, depois de uma sessão volátil, com investidores digerindo comentários de autoridades do Federal Reserve, que levantaram questões sobre a rapidez com que o banco central norte-americano vai encerrar seu programa de estímulo.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,17 por cento, a 16.469 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 0,03 por cento, a 1.831 pontos. O índice de referência do setor de tecnologia Nasdaq caiu 0,27 por cento, para 4.131 pontos.

Wall Street abriu em alta, mas reduziu os ganhos depois que o presidente do Fed da Filadélfia, Charles Plosser, disse que o banco central norte-americano enfrentava desafios "imensos" agora que diminuiu a compra de títulos e que precisava estar ciente de um potencial aumento rápido da inflação no futuro.

O baixo volume de negócios contribuiu para a volatilidade, com cerca de 4,61 bilhões de ações negociadas em todas as plataformas do país, segundo dados da bolsa BATS, bem abaixo da média, com muitos participantes ainda fora do mercado por causa das festividades de Ano Novo e uma tempestade de neve no nordeste dos EUA.

Após os comentários de Plosser, o chairman do Fed, Ben Bernanke, disse que o banco central não estava menos comprometido com a política altamente expansionista após a redução dos estímulos. Ele também disse que a recuperação econômica dos EUA "continua claramente incompleta".

A leve queda do S&P nesta sexta-feira marcou a primeira vez desde 2005 em que o índice começou um ano com duas sessões consecutivas em baixa. Na semana, o Dow caiu menos de 0,1 por cento, enquanto tanto o S&P como o Nasdaq pederam 0,6 por cento.

(Reportagem de Ryan Vlastelica)