China insta Chrysler a solucionar risco de incêndio do Jeep Wrangler

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014 10:01 BRST
 

XANGAI, 6 Jan (Reuters) - A China pediu à montadora Chrysler, controlada pela italiana Fiat, a corrigir possíveis defeitos em seu Jeep Wrangler, depois da descoberta de que veículos importados ao país tem um risco elevado de incêndio, disse o regulador de qualidade da China nesta segunda-feira.

A China baniu importações do Jeep Wrangler no começo de 2011 devido a sérios riscos de incêndios associados a caixas de câmbio defeituosas, mas suspendeu as restrições depois que a Chrysler substituiu peças para solucionar o problema, disse a Administração Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarantena em um comunicado em seu website.

Recentes inspeções da agência, no entanto, descobriram que o carro ainda possui um risco relativamente alto de incêndio, disse o comunicado.

A Chrysler deve "tomar medidas imediatas de precaução para ser responsável para com os consumidores", disse a agência. Ela também aconselhou proprietários de Wranglers a fazer uma verificação minunciosa de seus veículos e que evitem dirigir em condições extremas.

A Chrysler está ativamente cooperando com o regulador de qualidade e também está discutindo questões técnicas, disse um representante da empresa baseado na China em resposta ao comunicado da agência.

(Por Samuel Shen e Adam Jourdan)