Crescimento da produção de mercados emergentes desacelera em dezembro--HSBC

terça-feira, 7 de janeiro de 2014 07:23 BRST
 

LONDRES, 7 Jan (Reuters) - A atividade empresarial em mercados emergentes cresceu a uma taxa mais lenta em dezembro, afetada particularmente por uma desaceleração no crescimento do setor de serviços, mostraram pesquisas Índices de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do HSBC.

O índice composto do HSBC, que reúne serviços e indústria, caiu para 51,6 em dezembro ante 52,1 em novembro, mas permaneceu firmemente acima da marca de 50 que indica expansão.

"Os serviços indianos continuaram a mostrar fraqueza, o crescimento dos serviços chineses também veio mais baixo", disse Murat Ulgen, economista-chefe do HSBC para Europa central e oriental e para a África subsaariana.

"Os mercados emergentes não estão tão dinâmicos como costumavam estar --eles não estão crescendo com tanta força como estavam no início da recuperação em 2009-10."

O índice de serviços indiano está abaixo de 50 há seis meses seguidos, segundo a pesquisa. A leitura para o setor de serviços da China em dezembro, de 50,9, foi a mais baixa desde agosto de 2011.

Entre os países do Bric --Brasil, Rússia, Índia e China--, o Brasil continua a mostrar otimismo mais forte sobre o crescimento da produção neste ano, mas esse nível de otimismo diminuiu nos últimos dois meses.

O HSBC indicou níveis bons de produção da indústria em Taiwan, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita. Mas países de alto déficit, como Brasil, Índia e Indonésia, foram afetados pelos planos do banco central dos Estados Unidos de reduzir seu estímulo monetário.

(Reportagem de Carolyn Cohn)