Funcionários do JP Morgan não serão penalizados em caso Madoff, diz jornal

terça-feira, 7 de janeiro de 2014 08:10 BRST
 

SÃO PAULO, 7 Jan (Reuters) - Funcionários do JPMorgan Chase & Co não serão penalizados como parte de um acordo que o banco está negociando com as autoridades federais dos Estados Unidos para resolver as suspeitas de que o banco ignorou os sinais do esquema Ponzi, de Bernard Madoff, informou o Wall Street Journal, citando pessoas próximas às negociações.

O JPMorgan está perto de fechar um acordo de 2 bilhões de dólares com o Departamento de Justiça, informou a mídia na segunda-feira. Todas as multas serão pagas pela empresa e não pelos indivíduos, segundo o jornal.

O JPMorgan não estava imediatamente disponível para comentar o assunto à Reuters fora do horário de trabalho dos Estados Unidos.

Madoff foi condenado em 2009 por lesar milhares de investidores e está cumprindo uma sentença de prisão de 150 anos. O JPMorgan foi acusado de ignorar sinais de alerta de que os negócios de Madoff eram uma fraude, muitas vezes para receber mais taxas e comissões por serviços prestados. (Reportagem de Sruthi Ramakrishnan em Bangalore)